20 agosto, 2017

Ao meu amigo Edgar

Em 27 de janeiro de 1935, Noel Rosa, doente (com tuberculose) em Belo Horizonte, enviou uma carta em versos a seu médico e amigo Edgar Graça Mello. Uma carta bem-humorada em que ele brincava e dizia que já estava melhor de saúde, mas que continuava com muito medo de tomar injeção. O original desta carta está nos arquivos que pertenceram ao pesquisador Almirante. Só os biógrafos e as pessoas muito ligadas à música ou a Noel sabiam da existência dela.
Muito tempo após a morte de Noel, o sambista João Nogueira musicou-a, incluindo-a em seu LP "Vida boêmia" (EMI-Odeon, 1978).
Fonte: Songbook NOEL ROSA - Vol. 1, produzido por Almir Chediak.



"Já apresento melhoras pois levanto muito cedo
E deitar às nove horas pra mim já é um brinquedo
A injeção me tortura e muito medo me mete
Mas minha temperatura não passa de 37.

Nessas balanças mineiras de variados estilos
Trepei de varias maneiras e pesei 50 quilos
Deu resultado comum o meu exame de urina
Meu sangue noventa e um por cento de hemoglobina.

Creio que fiz muito mal em desprezar o cigarro
Pois não há material pro meu exame de escarro.
Até agora só isto para o bem dos meus pulmões

E nem brincando desisto de seguir as instruções.
Que o meu amigo Edgard arranque desse papel
O abraço que vai mandar o seu amigo Noel."

19 agosto, 2017

Charlottesville precisa de você

Alguém que passeava num bosque próximo de Charlottesville surpreendeu este discurso:


"Mantenham a altivez, crianças. Estamos indo para outra guerra civil."

O que você vê numa imagem define suas prioridades


A imagem acima faz a ronda na internet onde tem gerado um certo debate. E não são poucos os que dizem honestamente o que viram em primeiro lugar. O desenho simplesmente se tornou viral ao propor um desafio óptico que, segundo dizem, pode definir as prioridades de cada um.
O jornal Daily Mail publica que psicólogos consultados sugerem que o cérebro humano pode ver duas imagens "quase simultaneamente ", mas o que domina nossa percepção é determinada por nossos "pensamentos e experiências".
A verdade é que se pode ver, dependendo de onde o foco é colocado, tanto uma mulher nua quanto dois homens-rabiscos com os braços estendidos em uma dança aparente. E quem se inclina a ficar com a segunda opção tem uma explicação bem convincente: essa mulher não tem umbigo?!


18 agosto, 2017

Paulo Silvino era samba

Da década de 1960 até 2016, o ator Paulo Ricardo Campos Silvino (1939 - 2017) atuou em muitas peças de teatro, filmes e programas de TV.
O humor que ele praticava era fortemente baseado em bordões e piadas de duplo sentido. São memoráveis os seus bordões: 1) do policial Fonseca, no quadro em que contracenava com Jô Soares ("Guenta, doutor, ele gueeeenta!"); do porteiro Severino ("Isso é uma tremenda bichona, seu diretor!" e "Cara, crachá! Cara, crachá!") e 3) do Frei Serapião ("Ah, como era grande!"). O comediante buscava a piada simples, de gosto popular, e popularizava seus personagens por meio dos bordões.
Ele faleceu em 17 de agosto de 2017, no Rio de Janeiro, vítima das complicações de um câncer do estômago.


O que talvez muita gente não saiba é que Paulo Silvino iniciou sua carreira artística como compositor e cantor. Com 20 anos, ao compor e interpretar a maioria das canções do LP Nova Geração em Ritmo de Samba, ainda sob o nome de Silvino Júnior. "Dizendo os sambas", como Sinhô, Noel Rosa e Mario Reis já o faziam tempos atrás.
Também foi Paulo Silvino que coordenou a edição deste LP de estreia, que teve a participação de Eumir Deodato (piano e arranjos), Altamiro Carrilho (flauta), Durval Ferreira (violão) e Claudete Soares (voz), entre outras estrelas da música popular brasileira.
Discografia
Nova Geração em ritmo de Samba (1960)
O Riso e a Lágrima (1968)
Paulo Silvino e Tamba Trio (1970)
A Festa do Macaco (1979)
Mulata Oba-Oba (1983)
Marcha da Boneca (1988)
Paulo Silvino Arregaçando Tudo (1998)

CDA. Pensamentos

“Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.”

“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional.”

“Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir. Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso. E com confiança no que diz.”

“Se eu gosto de poesia? Gosto de gente, bichos, plantas, lugares, chocolate, vinho, papos amenos, amizade, amor. Acho que a poesia está contida nisso tudo.”

“Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chega a apertar o coração: é o amor!”

“Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata....”

“É próprio da mulher o sorriso que nada promete e permite tudo imaginar.”

―Carlos Drummond de Andrade
Nascimento: 31 de Outubro de 1902
Morte: 17 de Agosto de 1987 (aos 84 anos)

Fonte: http://kdfrases.com

17 agosto, 2017

O tema de Psicose para piano e facas

O pianista Joachim Horsley toca a música-tema do filme "Psicose" - com facas!



O piano (um Steinway and Sons avaliado em 100 mil dólares) não sofreu danos durante a gravação do presente vídeo. Mas, desde então, vem tendo pesadelos (pavor nocturnus) em que o cara das facas volta para matá-lo.

"O homem que matou 1 bilhão de pessoas"

Thomas Midgley Junior (18 de maio de 1889 — 2 de novembro de 1944), engenheiro mecânico e químico estadunidense.
Midgely foi uma figura chave na equipe de químicos, liderados por Charles Kettering, que desenvolveu o chumbo tetraetila, um aditivo para a gasolina, bem como alguns dos clorofluorocarbonos (CFCs).
Ao longo de sua carreira, foi concedida a Midgely mais de uma centena de patentes. Apesar de elogiado por suas contribuições científicas (Priestley Medal, 1941), os impactos ambientais negativos de algumas das inovações de Midgley mancharam seu legado, a ponto de ser conhecido, na cultura popular, como "O homem que matou 1 bilhão de pessoas".
Midgley morreu três décadas antes dos efeitos do CFC na camada de ozônio da atmosfera se tornarem amplamente conhecidos.
Outro efeito negativo do trabalho Midgely foi a liberação de grandes quantidades de chumbo na atmosfera, como resultado da combustão em larga escala de gasolina com chumbo em todo o mundo. Altos níveis de chumbo na atmosfera tem sido associada com sérios problemas de saúde, uma vez que o chumbo se acumula no corpo humano (estima-se que um estadunidense tenha em seu sangue hoje 625 vezes mais chumbo do que uma pessoa que tenha vivido antes de 1923 - data do início da adição de chumbo à gasolina).
J.R McNeill, um historiador do ambiente, observou que Midgley "teve mais impacto na atmosfera do que qualquer outro organismo na história da Terra".


Em 1940, com a idade de 51, Midgley contraiu poliomielite, que o deixou gravemente incapacitado. 
Isso o levou a inventar um elaborado sistema de cordas e roldanas para ajudar os outros a levantá-lo da cama. Este sistema foi a provável causa de sua própria morte, ao enredá-lo em suas cordas e matá-lo por estrangulamento, com a idade de 55 anos. O chumbo tetraetila e os CFCs foram colocados na ilegalidade, mas não há nenhuma informação de que o invento que o matou foi depois banido.

16 agosto, 2017

A estante da Geologia


Comentário
É nisso que dá o cara colocar uma estante sobre a fronteira de duas placas tectônicas. [PGCS]

À vontade

A Lei de Godwin, que tem por base uma afirmação feita pelo advogado estadunidense Mike Godwin, diz:

"À medida que uma discussão se prolonga na internet, aumenta a probabilidade de alguém fazer uma comparação envolvendo Hitler ou nazistas.".

Após os eventos dos últimos dias em Charlottesville, na Virgínia, EUA, o próprio criador desta lei
resolveu abrir uma exceção:

"Por todos os meios comparem esses shitheads aos nazistas. À vontade. Eu estou com vocês."
Mike Godwin, em sua página no Face

Usando símbolo e gestos nazistas em suas manifestações contra negros, gays e imigrantes, os cabeças de merda, no dizer de Godwin, insistem em dizer que não são nazistas.


Da próxima vez em que alguém perguntar como se dialoga com um nazista, mostre este vídeo da coletiva de Jason Kessler, o organizador da marcha de extrema direita em Charlottesville.

15 agosto, 2017

Micrometeoritos

Um artigo recém-publicado em Geology relata "a descoberta de números significativos (500) de
"grandes" micrometeoritos (acima de 100 μm) em telhados de áreas urbanas" (imagem) - ou "grãos de poeira cósmica", nas palavras da New Scientist.
Embora as amostras foram "coletadas principalmente das calhas de telhados na Noruega", de acordo com o documento original, a sua presença lá "demonstra que, contrariamente à crença atual, micrometeoritos podem ser coletados de ambientes urbanos". Ou seja, a poeira de objetos cósmicos pode ser encontrada entremeada com folhas de outono, pontas de cigarro, e poeira de freios, talvez até mesmo se acumulando no peitoril da janela do seu quarto.
Obviamente, isto não é inteiramente novo. Há muito tempo tem sido possível mostrar a presença de micrometeoritos em áreas urbanas,
O mais fascinante, no entanto, é que estes micrometeoritos com o tamanho notavelmente maior provavelmente chegaram à Terra nos últimos seis anos, é o que o estudo aponta ao indicar "as variações no fluxo da poeira extraterrestre numa escala geológica de 800.000 anos".

http://www.bldgblog.com/2016/12/space-grain/

À la Google

O que não mata 
... engorda
... me fortalece
... ensina
... vira piada
... ainda não terminou


Googleando

14 agosto, 2017

Uma demonstração da segurança do elevador

Em 23 de março de 1857, a Otis Elevator Company completou a primeira instalação comercial de elevadores de passageiros em uma loja de departamentos de cinco andares, a E. V. Haughwout Company (*), na esquina da Broome Street com a Broadway, onde é atualmente o distrito de SoHo, em Nova Iorque. Depois das vendas muito lentas, nos primeiros anos da empresa, a Otis decidiu fazer uma demonstração dramática no New York Crystal Palace, um grande salão de exposições construído para a Feira Mundial de 1853.
Empoleirado numa plataforma móvel bem acima da multidão, no Palácio de Cristal de Nova Iorque, um mecânico pragmático (o próprio Otis, ao que parece) chocou a multidão quando cortou dramaticamente a única corda que suspendia a plataforma em que estava. A plataforma caiu alguns centímetros, mas em seguida parou. Seu novo e revolucionário freio de segurança funcionara, impedindo que a plataforma caísse no chão.
- Tudo bem, cavalheiros! - proclamou o homem.
A demonstração de Otis teve o efeito desejado. Ele vendeu sete elevadores naquele ano, e quinze no ano seguinte.
HT Rick Brutti @ Rbrutti

(*) Este foi um dos vários aspectos em que o Edifício EV Haughwout (na gravura) foi um projeto pioneiro. O prédio teve o primeiro elevador de passageiros bem sucedido do mundo, um elevador hidráulico projetado para o edifício por Elisha Graves Otis. Custou US $ 300, desenvolvia uma velocidade de 0,2 metros por segundo, e era movido por uma máquina a vapor instalado no porão. Embora a estrutura de cinco andares não fosse mais alta do que outros edifícios da época, e não precisasse de um elevador, Haughwout sabia que as pessoas viriam para ver a nova novidade e ficariam para comprar mercadorias.

A solidão segundo Schopenhauer

Quanto mais elevada for a posição de uma pessoa na escala hierárquica da natureza, tanto mais solitária será ela, essencial e inevitavelmente. Assim, é um benefício para ela se à solidão física corresponder a intelectual.

Nenhum caminho é mais errado para a felicidade do que a vida no grande mundo, às fartas e em festanças (high life), pois, quando tentamos transformar a nossa miserável existência numa sucessão de alegrias, gozos e prazeres, não conseguimos evitar a desilusão; muito menos o seu acompanhamento obrigatório, que são as mentiras recíprocas.

Assim como o nosso corpo está envolto em vestes, o nosso espírito está revestido de mentiras. Os nossos dizeres, as nossas ações, todo o nosso ser é mentiroso, e só por meio desse invólucro pode-se, por vezes, adivinhar a nossa verdadeira mentalidade, assim como pelas vestes se adivinha a figura do corpo.

Antes de mais nada, toda a sociedade exige necessariamente uma acomodação mútua e uma temperatura; por conseguinte, quanto mais numerosa, tanto mais enfadonha será. Cada um só pode ser ele mesmo, inteiramente, apenas pelo tempo em que estiver sozinho. Quem, portanto, não ama a solidão, também não ama a liberdade: apenas quando se está só é que se está livre.

Arthur Schopenhauer, in "Aforismos para a Sabedoria de Vida"
(http://www.pensarcontemporaneo.com/quem-nao-ama-a-solidao-nao-ama-a-liberdade-arthur-schopenhauer/)

Um trocadilho de Scopenhauer

13 agosto, 2017

Um piano para canhotos

A maioria das músicas para piano é escrita com a melodia para a mão direita, o que parece injusto para os canhotos. Em 1998, o canhoto Chris Seed decidiu fazer algo a respeito: reformou sua casa e gastou 28 mil libras esterlinas em um instrumento "invertido", construído pelos fabricantes holandeses Poletti e Tuinman.
No começo, Seed achou muito mais difícil do que ele esperava aprender a tocar aquele instrumento .
Parecia que ele teria que começar a aprender tudo de novo. Mas, finalmente, ele conseguiu tornar-se tão bom pianista como era em um piano convencional.
Seed disse à BBC: "O piano transformou meu jeito de tocar, e eu espero que isso vá criar um precedente para o futuro dos pianistas canhotos e descobrir uma nova riqueza inteira de talentos no mundo da música."



Canhotos do violão

O Dia Internacional do Canhoto

A 13 de agosto comemora-se o Dia Internacional do Canhoto. Ainda que já não sejam tão estigmatizados pela sociedade, quanto o foram no passado, os canhotos ainda sofrem com muita discriminação.
Com o objetivo de combater as atitudes discriminatórias, é que a data comemorativa foi instituída.
Estima-se que cerca de 90 por cento da população mundial é destra. E os 10 por cento restantes, que são sinistros, têm de enfrentar diversas dificuldades diárias para viver em um mundo "direito".
Aliás, sinistro (outra palavra usada para designar o canhoto) também significa funesto e pernicioso, No entanto, para bater de frente com o preconceito, foi que os "sinistros" escolheram justamente o dia 13 (do azar) e o mês de agosto (do desgosto) para ser a sua "data magna".
As dificuldades enfrentadas pelos canhotos começam ainda na infância, quando alguns pais tentam obrigar seus filhos a escrever com a mão direita. O canhoto terá de aprender a mudar a marcha do carro com a mão direita, e não com a esquerda como seria o seu primeiro impulso. O uso do computador também fica prejudicado, já que os números e as setas direcionais do teclado do computador estão todas no lado direito. As maçanetas também são projetadas para os destros.
Só escapam as xícaras (cujas asas são democraticamente projetadas para destros, sinistros e ambidestros).
Adaptar-se é preciso: canhoto tem de aprender a viver em um mundo invertido, ao contrário daquele que seu cérebro considera natural.
E o Dia Internacional do Canhoto vem também para celebrar as conquistas dessa parcela menor da população, com relação à produção de objetos de uso específico por ela,
Famosos canhotos 
Bart Simpson
  • Albert Einstein
  • Ayrton Senna
  • Bill Gates
  • Fidel Castro
  • Jimi Hendrix
  • Ludwig Beethoven
  • Machado de Assis
  • Mahatma Gandhi
  • Marie Curie
  • Marilyn Monroe
  • Napoleão Bonaparte
  • Paul McCartney
  • Pelé: o atleta do século XX, que chutava com a direita, mas escreve com a esquerda.
Arquivo sinistro
O Dia dos Canhotos (em 2012) | O Dia dos Canhotos, comentado (em 2013)

Respeito aos pais





RESPEITEM SEUS PAIS.
ELES PASSAVAM NA ESCOLA
SEM O GOOGLE.



O QUE HÁ PARA VER NO 2º DOMINGO DE AGOSTO
Quando é o Dia dos Pais?
Dia dos Pais - o passado e o presente
Paizão
O melhor dos pais

12 agosto, 2017

Tribunal Popular e lançamento de livro

O Tribunal Popular da Lava Jato condenou nesta sexta-feira (11) as irregularidades e violações constitucionais cometidas pela operação desde 2014. A sentença, que tem valor simbólico, foi lida pelo juiz Marcelo Tadeu Lemos, de Alagoas, às nove e meia da noite, após sete horas de debate público.
"Julgo procedente a acusação e condeno a Lava Jato por todas as ilegalidades que praticou ao longo de três anos no Brasil", decretou o magistrado.
A decisão dos jurados foi unânime, e resultou na "condenação popular" das ações do Poder Judiciário, da força-tarefa, da mídia comercial e do Ministério Público no âmbito da operação Lava Jato.
O evento, organizado pelo Coletivo Advogadas e Advogados pela Democracia (CAAD), aconteceu no Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Civil (Sitracon), em Curitiba. A cidade é a sede da força-tarefa da Lava Jato e tornou-se símbolo das arbitrariedades e violações de direitos por parte do Poder Judiciário no Brasil. A data também é simbólica: 11 de agosto é o Dia do Advogado. (Daniel Giovanaz)
Ler a íntegra em Rede Brasil Atual.

Um exemplo de como a imprensa está desconectada dos setores progressistas da sociedade brasileira foi o lançamento do livro "Comentários a uma sentença anunciada – O Processo Lula".
O evento foi ontem à noite (11), a fila começava no saguão da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro e se estendia pela rua.
O auditório tinha espaço para 400 pessoas, mas, no ato que se seguiu ao lançamento do livro (que tem 123 autores), havia pelo menos duas mil, e tiveram que arrumar um telão para que todos assistissem. No estoque levado para o lançamento no Rio, não sobrou um exemplar para ser vendido.
Mas quem procurar nos jornais não encontrará quase nada sobre o evento nem sobre o livro.
É, de fato, um ato político, mas não um ato de políticos. Pode ser um marco no estudo deste tempo, em que o Judiciário foi instrumentalizado politicamente, numa aliança com a mídia. (Joaquim de Carvalho)
Ler a íntegra em Diário do Centro do Mundo.

Julius, o pai do século




Julius, o patriarca da família Rock, da série "Todo Mundo Odeia o Chris", é o personagem que escolhi para ser "o pai do século".
Por ter dois empregos (e estar sempre disposto a aceitar mais um), aguentar Rochelle, uma esposa mandona e meio maluca, e também educar os três filhos do casal, Chris, Drew e Tonya, que lhes causam muitos tipos de problemas, Julius merece esta homenagem.



  • Se eu não comprar nada o desconto é maior.
  • Eu ganhei meus primeiros 25 dólares com 30 anos de idade, e ainda não gastei tudo.
  • Como você se esquece de um dinheiro que veio de graça? Eu me lembro dos primeiros 35 dólares que eu achei. Eram 17 horas, em frente ao banco, fazia 27 graus, eu achei duas notas de 10, duas de 5, três moedas de um dólar, quatro moedas de 25, e cem moedas de 1, e uma delas era canadense…
  • Desliga esse relógio da tomada. Você não vê as horas enquanto dorme.
  • Se você encostar um dedo no meu filho, você não vai para cadeia: eu vou para a cadeia.
  • Uma coisa que aprendi em relação às mulheres é que, mesmo quando você tá certo, você tá errado.
  • Sabe quantas vezes eu estava certo e tive que pedir perdão? 4.351 vezes!
  • Por que eu vou sair pra relaxar se eu posso relaxar em casa que é grátis?
  • Quando eu era garoto não precisava de roupa especial, ter roupa já era especial.
  • E quanto isso vai me custar?
  • Como assim largou o emprego? Largar é para bebida e cigarro!
Dá para ver que suas frases giram em torno de um exacerbado pão-durismo, tudo a ver com a infância difícil que ele passou num bairro pobre de NY. Mas Julius é marido e pai carinhoso, e ama muito sua família.

Outras pirâmides

Menos duradouras, mas tão impressionantes quanto as pirâmides de Gizé, foram outras que surgiram em solo egípcio. Esta aí, por exemplo:


No Preblog: Pirâmides

11 agosto, 2017

A resposta de Bertrand Russell a um fascista britânico

22 de janeiro de 1962
Prezado Sir Oswald Mosley,
Obrigado por sua carta e por seu anexo. Eu tenho pensado em nossa correspondência recente. É sempre difícil decidir como responder a pessoas cujo ethos é tão estranho e, de fato, repulsivo para si próprio. Não é que eu não concorde com os pontos gerais que você apresenta, mas é que cada centelha de minha energia tem sido dedicada a uma oposição ativa contra o fanatismo cruel, a violência compulsiva e a perseguição sádica que caracterizaram a filosofia e a prática do fascismo.
Eu me sinto obrigado a dizer que os universos emocionais que habitamos são bem distintos e, de formas mais profundas, se opõem, que nada frutífero ou sincero jamais poderá surgir da associação entre nós.
Gostaria de que você entendesse a intensidade desta convicção de minha parte. Não é por qualquer tentativa de ser rude que eu digo isto, mas é por  causa de tudo que eu valorizo ​​na experiência e realização humanas.
Com os melhores cumprimentos,
Bertrand Russell
The Guardian, via FLASHBAK

Comunicação e hipocrisia

"Têm as ideias para escondê-las a caixa craniana, o couro cabeludo, a grenha; isso por cima; pela frente têm a mentira do olhar e a hipocrisia da boca. Assim entrincheiradas, elas já de si imateriais, ficam inexpugnáveis à argúcia alheia. Fosse possível ler nos cérebros claros como se lê no papel, e a humanidade crispar-se-ia de horror ante si própria... " ~ Monteiro Lobato


Frases hipócritas
A gente se encontra (espero que não).
Não me diga! (diga logo!)
Eu sou péssimo fazendo isto (aliás, fazendo qualquer coisa).
Parece que eu estava adivinhando (foi a maior surpresa).

+ todas as frases a respeito de pessoas ausentes que apresentam a conjunção adversativa "mas".

O hipócrita que representa sempre o mesmo papel deixa enfim de ser hipócrita. Digo isto sem hipocrisia.

10 agosto, 2017

O pecado está nos detalhes

Para alguns grupos cristãos, predominantemente os mórmons, o ato de imersão não é sexo.
Imersão (soaking, em inglês) é inserir o pênis na vagina e deixá-lo de molho. Marinando. Uma atividade pré-marital para que o jovem casal possa se conhecer melhor.
Mas o par há que se manter estático, pois é justamente a movimentação que torna o ato pecaminoso.


— Será que Deus tem a visão baseada em movimento como o T. rex?

Uma cadeira especial para uma cadela especial

Esta é Bella. A cadela foi diagnosticada como tendo megaesôfago congênito, logo após haver sido encontrada quando tinha 4 meses de idade.
Isto significa que o seu esôfago é dilatado. Mas o órgão não tem a mobilidade muscular necessária para engolir os alimentos enquanto Bella está na posição horizontal.
Bem, esta é sua Bailey Chair, a cadeira especial para cães com megaesôfago em que ela precisa se sentar, enquanto come e por 10 minutos depois que come. Ela come alimentos macios próprios para cães, porém misturados com um pouco de água.
Ela está agora com sete meses de idade e vai indo muito bem!


09 agosto, 2017

O dia em que a calcinha foi Bandeira do Brasil

por Celso de Martin Serqueira
(www.serqueira.com.br)

Após extensas negociações diplomáticas, em 1825 D. Pedro I obteve o reconhecimento de nossa independência pela Inglaterra e Portugal. O fato daria uma importância extraordinária ao desfile cívico daquele ano, no Campo de Santana, a ser aberto pela tropa dos temidos mercenários alemães.
Aqui cabe explicar: as nossas forças militares eram formadas por portugueses e, após a nossa independência, o Imperador não podia mais confiar neles. Daí contratou centenas de mercenários alemães que estavam desempregados com o fim das guerras napoleônicas. Eles foram instalados no quartel do Campo de Santana e na velha fortaleza da Praia Vermelha.
Além de truculentos, esses soldados era insubordinados e bagunceiros, dando mais prejuízo que segurança ao País. O mais esculhambado deles era justamente o comandante do quartel da Praia Vermelha, Major Von Ewald. Amigo pessoal de D. Pedro I, era seu cúmplice nas esbórnias noturnas que promoviam nas tavernas da cidade. Alcoólatra e falastrão, Von Ewald se apaixonara por uma famosa e rica prostituta - Gertrudes - que morava numa luxuosa chácara na Praia de Botafogo.
De início, Gertrudes delicadamente o repeliu e então Ewald resolveu demonstrar seu poder e autoridade: passou a organizar desfiles das tropas alemães diante da casa dela. Seduzida por tal devoção, a prostituta cedeu aos desejos do Major - certos autores identificam aí a origem da expressão "topou a parada", que passou a ser usada primeiramente em tom de galhofa e depois se integrou ao nosso vocabulário popular. Mas para se tornar amante regular de Ewald, a rameira exigiu uma outra prova de amor...

Leia este artigo (sugestão de Jaime Nogueira) na íntegra em: Mapas Antigos, Histórias Curiosas!

O Mestre dos Prazeres e das Festividades

François Vatel (Paris, 1631 – Chantilly, 24 de abril de 1671), cozinheiro e maître d'hôtel francês.
Nascido em 1631 em Paris, no seio de uma família humilde, original de Zurique, o seu nome era Fritz-Karl Watel, o qual foi galicizado (ou seja, passado para o francês) após a sua morte pela Marquesa de Sévigné. Com 15 anos, começou a aprendizagem de confeiteiro com o padrinho do seu irmão. Chegou à corte aos 22 anos, admitido como auxiliar do cozinheiro de Nicolas Fouquet, Superintendente do Tesouro da França e o homem mais rico nessa época. Talentoso, ativo, organizado e extremamente ambicioso, em pouco tempo Vatel ganhou o cargo de maître d'hôtel do Château de Vaux-le-Vicomte.
Vatel tinha um grande objetivo na vida: provar a Luís XIV, o Rei-Sol, que era melhor que o mestre da cozinha real. Numa das tentativas, em 17 de agosto de 1661, Vatel organizou uma festa de grande esplendor no Château de Vaux-le-Vicomte para o soberano, a rainha mãe Ana de Áustria e uma pequena multidão de 600 convidados da corte. No banquete foi servido um creme de nata batida, doce e perfumado com baunilha.
Algum tempo depois, ele foi trabalhar como extraordinário "Mestre dos Prazeres e das Festividades" para Luís de Bourbon, conhecido como o Grande Condé, no Château de Chantilly, e lá Vatel batizou o seu creme com o nome do lugar.
Em abril de 1671, a França está prestes a enviar suas tropas contra a Holanda, e o Príncipe de Condé, em desgraça do rei, via na guerra um modo de recuperar suas finanças e seu prestígio – ele pretendia comandar o exército francês. O Grande Condé encarrega então Vatel da maior tarefa de sua vida: promover três dias e três noites de festividades no castelo de Chantilly – serão convidados a passar um fim de semana de caça o rei Luís XIV e toda a nobreza com 3.000 pessoas.
No dia 21, desfrutaram, com muita pompa e suntuosidade, os espetáculos organizados por Vatel. Tudo correu muito bem até que, no jantar da ultima noite, não havia assados para todas as mesas. Estressado pelo erro de cálculo, Vatel passou a noite em claro esperando os peixes para o dia seguinte, a Sexta-Feira Santa. Ao perceber que a encomenda não seria entregue, assim a versão oficial, Vatel suicidou-se em virtude do atraso do peixe, que ameaçou o sucesso de um dos jantares oferecidos à sua Majestade.
Em outra versão, Vatel estava frustrado e decepcionado com a realeza que o tratara como um mero objeto - o rei quis contratar o serviço de Vatel e levá-lo para o Palácio de Versailles, ganhando sua posse num jogo de cartas, como um escravo – e nem reconhecia seu raro talento nem a sua humanidade. Sua morte foi tratada como uma tragédia nacional, principalmente depois que se soube que o peixe havia chegado e tudo não passava de um mal-entendido. O rei e a corte admiraram a sua atitude e continuaram os banquetes.
É importante acentuar que é controversa a atribuição da criação do chantili a Vatel. Os confeiteiros da Casa dos Médicis, os mestres de Florença, onde se fez renascer a arte da gastronomia, já batiam cremes aos quais ajuntavam açúcar e aromas.
WIKIPÉDIA, copidescado


N. do E.
O seu drama foi reconstituído no cinema em "Vatel — Um Banquete Para o Rei", de Rolland Joffé, um filme estrelado por Gérard Depardieu,

Poderá também lhe interessar:
O pequenote Percheo

08 agosto, 2017

Descalço ou de chinelo?

O artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece que é infração média dirigir usando calçado que não se firme nos pés ou que comprometa a utilização dos pedais.
(Dirigir descalço é permitido.)

- Descalço e a pé já estou faz tempo! @Express222Klaus


- Quantas infrações de trânsito o Sr. Flintstone está cometendo?

Filosofando sem ser...

por Fernando Gurgel Filho
Slavoj Zizek, no livro "Menos que Nada", cita Lacan na sua tese de que "o louco não é apenas o mendigo que pensa que é rei, mas também o rei que pensa que é rei".
O mendigo, ao imaginar-se como rei, está apenas realizando uma fantasia, fugindo da sua realidade. O rei, ao imaginar-se como rei, está apenas desempenhando uma função, exercendo um papel simbólico na sociedade. Ou seja, é uma convenção criada pela própria sociedade para facilitar a vida nas comunidades humanas. Ao confundir esta função com o seu próprio ser, está fugindo da realidade e entrando no espaço do imaginário ou simbólico, ou seja, está deslizando a catraca.
Ora, no Universo cada ser é único, insubstituível, apesar de isto não querer dizer muita coisa ou absolutamente nada, no final das contas. A função - qualquer uma que seja, até a de rei, presidente, sultão, califa, xeique... - pode ser exercida por qualquer outra pessoa, desde que tenha os requisitos exigidos e as circunstâncias legais o permitam. Mesmo que isto contrarie Platão e os fascistas de plantão.
Para evitar que os outros mortais pudessem cobiçar o trono e desempenhar as mesmas funções, era comum os reis se auto proclamarem como portadores de um "direito divino" para governar. Isto tornava a função equivalente ao sujeito, diferenciando-a das funções exercidas pelos outros mortais. Assim mesmo, como acontece com os que se declaram ou se consideram "salvadores da pátria", "redentores da humanidade", "deuses" etc.
Isto porque todos esses confundem o que são verdadeiramente, como seres humanos, com a função que exercem ou que acreditam lhes caber por "direito divino", hereditariedade ou seja lá qual for a justificativa dada.
O ser, este amontoado maravilhoso de células que parecem saber exatamente a sua finalidade nos corpos que dão forma, incontestavelmente é parte do Universo. Se é parte harmônica, não temos como saber, mas sabemos que não sabemos - nem ao menos supomos - se temos alguma finalidade ou se damos forma a alguma outra parte, ou corpo, deste Universo. Dentro deste raciocínio, o ser não é nada ou, quando muito, alguma parte insignificante de algo como o Universo. Praticamente a mesma coisa que será no não-ser.
O que se perpetua não é o ser, são as consequências dos seus atos, obras, erros e acertos ou as imagens que os outros formaram do ser. Uma palavra, um sorriso, um gesto, mesmo durando alguns segundos, geram consequências para todo o sempre, até a eternidade. Mas isto não é o ser.
Ainda que sejam atos grandiosos, como criações artísticas ou intelectuais, como descobertas maravilhosas ou invenções inacreditáveis. Um nome, uma placa ou uma estátua vistosa em homenagem ao ser que as concebeu perpetua-lhe uma imagem saudosa ou agradecida. Mas isto também não é o ser.

07 agosto, 2017

Eu gênio, Tu barão

Uma estrela do tamanho de Saturno

O tamanho é importante, pelo menos no que se refere a estrelas. No caso de EBLM J0555-57Ab é ainda mais importante. pois se trata da menor estrela já encontrada até a presente data.
Com um tamanho semelhante ao de Saturno, a estrela apresenta uma massa 85 vezes a de Júpiter, o planeta mais massivo do sistema solar.
Em sua superfície, pesaríamos umas 300 vezes o que pesamos na Terra. Isto permite que, em seu interior, as condições de temperatura e pressão sejam suficientes para realizar a fusão do hidrogênio para transformá-lo em hélio, o que a converte em estrela. Com um pouco menos de massa, ela seria uma anã marrom.
EBLM J0555-57Ab não é especialmente relevante. Pois certamente logo encontraremos mais estrelas de massa similar — o que é interessante para confirmar os limites inferiores de massa para a formação de estrelas.
Os valores que os astrônomos manejam atualmente parecem estar corretos.
Claro que, como diria qualquer matemático, um exemplo em favor não prova nada, enquanto um em contrário, sim.
EBLM J0555-57Ab está situada na constelação de Pictor, a 600 anos-luz da Terra. A estrela faz parte de um sistema binário que, por sua vez, faz parte de um sistema triplo e ela foi detectada ao passar em frente da sua companheira EBLM J0555-57Aa.
A notícia sobre sua descoberta está em A star about the size of Saturn – the smallest ever measured – has been identified by astronomers.

Via Microsiervos

06 agosto, 2017

Ralph, o Assoviador

Em seu conteúdo Como Assobiar, o wikiHow diz que há três formas principais para se assobiar: apertar os lábios, usar a língua e usar os dedos.
Nos anos 80, Ralph "Whistler" Giese levou a técnica do assobio com a língua ao estado da arte.
Neste vídeo, ele chilreia Georgia on my mind, de Ray Charles.



Louvor ao assovio | Trinados treinados | A La Gomera me voy

O telefone dos amantes

Este tipo de telefone foi inventado em 1665 por Robert Hooke, um filósofo inglês também conhecido por aplicar pela primeira vez a palavra "célula" à unidade básica da vida. Considerado um importante cientista do século XVII, Hooke descobriu uma maneira de falar com alguém à distância com a ajuda de um fio distendido propagando o som entre duas latas.
Como funciona: quando a corda é esticada e alguém fala em uma das latas, o fundo desta lata atua como um diafragma, convertendo as ondas sonoras em vibrações mecânicas longitudinais que fazem variar a tensão do fio. Essas variações na tensão configuram ondas que viajam para a outra extremidade do fio, fazendo com que o fundo da segunda lata vibre de forma semelhante à primeira, e assim reproduzindo o som.


Explicando:
As duas mulheres retratadas na figura acima acabam de descobrir que estão compartilhando um amante.

Catalogando:
O recurso supremo e copos de escuta

05 agosto, 2017

Expressões de improbabilidade

No dia de São Nunca.
Quando a galinha criar dentes.
Nem que chova canivete.
Estou pagando para ver.
Nem que a vaca tussa.
Um dia sim, oito não.
Nas calendas gregas. (Ad kalendas graecas.)

Outras maneiras de dizer "nunca/quase nunca" pelo mundo.

Bônus
Na "trilogia de  cinco livros" de Douglas Adams, iniciada por "O Guia dos Mochileiros da Galáxia", o Gerador de Improbabilidade Infinita é um objeto que proporciona ultrapassar os limites da hipervelocidade, possibilitando que se cruze simultaneamente e em poucos instantes todos os pontos do Universo. Seu mecanismo se baseia no fato de quão improvável é um acontecimento, assim o acontecimento ocorre. Um dos efeitos desse motor, portanto, é gerar um campo de improbabilidade infinita, o que aumenta infinitamente a probabilidade de coisas improváveis acontecerem, como a nave virar um condomínio com bebês gigantes e macacos mostrando a sua adaptação das obras de Shakespeare.

O Poeta do Estácio

Luís Carlos dos Santos, compositor e cantor brasileiro
(7/1/1951 Rio de Janeiro, RJ — 4/8/2017 Rio de Janeiro, RJ)
Nome artístico: Luiz Melodia. Filho de Oswaldo "Melodia", sambista do bairro do Estácio, e Eurídice. Durante a adolescência compôs e cantou músicas, chegando a formar, com os amigos da vizinhança, o conjunto "Os Instantâneos". Participou de vários programas de calouros na rádio e na televisão. Em 1972, sua música "Pérola negra" foi gravada por Gal Costa e Maria Bethânia gravou sua composição "Estácio, holly Estácio". No ano seguinte - Luiz Melodia lançou o primeiro LP, "Pérola negra", em que registrou "Magrelinha", entre outras canções. Em 1975, foi finalista do "Festival Abertura", da TV Globo, com a música "Ébano". Em 1976 sua música "Juventude transviada" foi incluída na trilha sonora da novela "Pecado capital" (Rede Globo). Segundo o Dicionário Cravo Albin da MPB, sua obra compreende 93 composições autorais distribuídas em 27 discos.
O corpo de Luiz Melodia foi velado na tarde de ontem, na quadra do Grêmio Recreativo Escola de Samba Estácio de Sá, no Centro do Rio. O músico morreu na madrugada desta sexta-feira (4) aos 66 anos. Ele lutava contra um câncer na medula óssea.


04 agosto, 2017

Seca e inundação

Não há muitas coisas boas a dizer sobre a vida das pessoas durante uma seca. Mas, por vezes, as secas revelam coisas anteriormente perdidas para as águas de uma inundação.
O povo de Chiapas, no México, ficou encantado quando uma antiga igreja de 400 anos foi dada de volta à comunidade pela redução no nível de água da represa de Nezahualcoyotl. Essa igreja, conhecida como o Templo de Santiago, ficara submersa desde a formação da represa pela construção de uma barragem em 1966,
Apesar de sua história com períodos escuros, o Templo de Santiago é visto pelo povo da região como um importante marco histórico, e eles estão satisfeitos em ter o seu marco de volta. Pelo menos, até que o nível de água do reservatório torne a subir.


Neatorama

Idiotas e ponto

1
Curiosamente, não é mais um tropo de retórica contemporânea que deve seu nome a um dos pais da mecânica quântica. De acordo com o Urban Dictionary, um "Schirödinger asshole" (Douchebag de Schrödinger) é alguém que faz comentários sexistas, racistas ou intolerantes em geral e só decide se falou a sério ou se disse uma piada ao ver a reação dos outros.
Idiotas de Schrödinger, não: idiotas e ponto.
2
Nunca antes tivemos tanta informação e tantas oportunidades para discutir a situação política atual. No entanto, em vez de presenciarmos debates rigorosos e honestos, a relação entre os políticos, a mídia e sociedade de hoje é caracterizada pela desconfiança e apatia.
O que aconteceu?
Em seu livro "Enough Said: What's Gone Wrong with the Language of Politics?" (Sin palabras..., na versão para o espanhol), Mark Thompson explica como nas últimas décadas as mudanças políticas, sociais e tecnológicas têm alterado dramaticamente a forma como abordamos e discutimos as questões que afetam a todos. Para ele, a retórica política tornou-se um tanto duvidosa e obsoleta e não tem feito mais do que contribuir para o voto populista que promete autenticidade, honestidade e confiança em oposição a manipulação e mentiras que dominam a paisagem atual.

03 agosto, 2017

O doce encanto da burguesia WASP

Lindo, né? ~ Jaime Nogueira


WASP é o acrônimo que em inglês significa "Branco, Anglo-Saxão e Protestante" (White, Anglo-Saxon and Protestant). Com frequência usada em sentido pejorativo, presta-se a designar um grupo relativamente homogêneo de indivíduos de religião protestante e ascendência britânica que supostamente detêm enorme poder econômico, político e social. Costuma ser empregada para indicar desaprovação ao poder excessivo de que esse grupo gozaria na sociedade norte-americana. Salvo em tom jocoso, é incomum que alguém se refira a si mesmo como um WASP. Em termos mais genéricos, a expressão pode ser aplicada a qualquer descendente de europeus ocidentais (não necessariamente britânicos), mas não a católicos, judeus, negros, latinos, nativos americanos e asiáticos.
O termo "Anglo-Saxão" tem sido usado há séculos para nomear o idioma falado pelos habitantes da Inglaterra antes de 1066, e desde o século XIX é amiúde empregado para fazer referência a pessoas de ascendência inglesa. O "W" e o "P" foram acrescentados na década de 1950 para formar um epíteto espirituoso, em que se nota um eco do adjetivo "waspish" (irascível, petulante) e do substantivo "wasp" (vespa).
Foi o cientista político Andrew Hacker quem, em 1957, fez pela primeira vez uso acadêmico do termo, observando que já se tratava de expressão incorporada ao jargão sociológico. WIKIPÉDIA

N. do E.
Esse concurso de elegância para automóveis, motocicletas e proprietários acontece anualmente no mês de agosto em Pebble Beach, Califórnia.

Por que as aves costumam ficar de pé sobre uma perna só?

As pernas das aves apresentam uma adaptação chamada rete mirabile ("rede maravilhosa", em latim), um complexo de artérias e veias com que elas minimizam a perda de calor para o ambiente.
Ao ficar de pé sobre uma perna só, uma ave reduz pela metade a quantidade de calor que ela perde através dos membros sem penas.
Dica: É a mesma razão por que você coloca as mãos nos bolsos quando está frio!

Este pato pensa que é um flamingo.

— O diabo é que eu não sei qual deles é o pato.

02 agosto, 2017

O maior número escrito com três algarismos

"O maior número que se pode escrever com três algarismos é 999, ou seja, nove elevado a nove elevado a nove. Se escrito por inteiro, teria trezentos sessenta e nove milhões de algarismos; à razão de um algarismo por segundo, se levaria onze anos para escrevê-lo e, na proporção de dois algarismos por centímetro, alcançaria o comprimento de mil e oitocentos quilômetros."
Georges Perec, La Vie mode d'emploi

https://es.wikipedia.org/wiki/La_vida_instrucciones_de_uso
http://lacienciaesbella.blogspot.com.br/2016/12/el-mayor-numero-que-se-puede-escribir.html

05/08/2017 - Jaime Nogueira disse...
9 elevado a 9 = 387.420.489, este valor elevado a 9 ~1,97 elevado a potência 77 - bela pornografia!

Churchill e a Bomba

Winston Churchill era muito interessado em ciência e, muitas vezes, escrevia para leigos sobre assuntos científicos. Em 1933, ele presidiu uma conferência sobre as descobertas atômicas no Laboratório Cavendish, em Cambridge. Nesta ocasião, seu amigo e cientista Frederick Lindemann, disse a seu respeito:
"Todas as qualidades ... do cientista se manifestam nele. A prontidão para enfrentar as realidades, embora contradigam uma hipótese favorita, o reconhecimento de que as teorias são feitas para os fatos (não os fatos para atender às teorias), o interesse pelos fenômenos e o desejo de explorá-los, e acima de tudo a convicção subjacente de que o mundo não é apenas um mistério de acontecimentos, mas que deve haver alguma unidade maior."
Graham Farmelo, "Churchill's Bomb"

Talvez nenhum desenvolvimento científico tenha moldado o curso da história moderna tanto quanto o aproveitamento da energia nuclear. No entanto, o século XX poderia ter-se revelado de forma diferente se a maior influência sobre esta tecnologia tivesse sido exercida pela Grã-Bretanha, cujos cientistas estavam na vanguarda da investigação sobre armas nucleares no início da Segunda Guerra Mundial. Como o biógrafo premiado e escritor de ciência Graham Farmelo descreve em Churchill's Bomb que os britânicos se propuseram a investigar a possibilidade de construir armas nucleares antes de seus colegas americanos. Mas, quando os cientistas britânicos descobriram pela primeira vez uma maneira de construir uma bomba atômica, o primeiro-ministro Winston Churchill não tirou o partido da liderança do seu país e demorou a perceber as implicações estratégicas da bomba. Isso era estranho - ele se orgulhava de reconhecer o potencial militar da nova ciência e, nas décadas de 1920 e 1930, havia repetidamente aventado que as armas nucleares provavelmente seriam desenvolvidas em breve. No desenvolvimento da bomba, entretanto, marginalizou alguns dos cientistas mais brilhantes de seu país, escolhendo confiar principalmente no conselho de seu amigo Frederick Lindemann, um físico de Oxford com o discernimento por vezes incorrigível. Churchill também não conseguiu aproveitar a oferta de Franklin Roosevelt para trabalhar em conjunto no projeto da bomba atômica e, em última instância, cedeu a iniciativa da Grã-Bretanha aos americanos, cujo desenvolvimento bem-sucedido desse projeto colocou os Estados Unidos em uma posição de vantagem no alvorecer da era nuclear. Depois da guerra, o presidente Truman e seu governo recusaram-se a reconhecer um acordo secreto de cooperação forjado por Churchill e Roosevelt e deixaram a Grã-Bretanha fazer seu próprio caminho de desenvolvimento nuclear. Aterrorizado com a possibilidade de uma guerra termonuclear, Churchill emergiu como pioneiro da distensão nos primeiros estágios da Guerra Fria.

A BOMBA
Só músculos, a bomba é capaz de não deixar uma xicrinha sobre pires nesta loja de louças chamada Terra. (Paulo Gurgel)

01 agosto, 2017

Como um cãozinho escapou da morte certa

Graças a um rapaz de pensamento rápido que estava por lá.

http://bitsandpieces.us/2017/02/13/lucky-dog/

Ver também: Como Garibaldo escapou da morte certa

O zero à esquerda

Parafraseando Ruy:
De tanto ver triunfarem as nulidades...
botei um ZERO à esquerda.
http://blogdopg.blogspot.com.br/2007/06/parafraseando-ruy.html

Contudo, o zero à esquerda é necessário, na notação das frações decimais entre -1 e 1, para transmitir a magnitude de um número. Agora, se for à esquerda de um número inteiro deve ser deixado em branco ou omitido.
Há exceções:
— no famoso número identificador de James Bond (007), que tem dois zeros à esquerda;
— na roleta, onde "00" é diferente de "0" (uma aposta em "0" não ganhará se a bola cair em "00" e vice-versa);
— nos mostradores dos dispositivos com números fixos de dígitos. Como, por exemplo, no odômetro do seu carro.